quinta-feira, 16 de abril de 2009

Um trecho de um livro

este é um trecho que faz parte do livro "Discurso do método" do autor René Descartes.

"não deixava de apreciar os exercícios com os quais se ocupam nas escolas.
Sabia que as línguas que nelas se aprendem são necessárias ao entendimento dos livros antigos; que a gentileza das fábulas estimula o espírito;
que as realizações notáveis das histórias o fazem crescer, e que, sendo
lidas com discrição, ajudam a formar o juízo;
que a leitura de todos os bons livros é igual a uma conversação com as pessoas mais qualificadas dos séculos passados, que foram seus autores,
e até uma conversação premeditada, na qual eles nos revelam apenas seus melhores pensamentos;
que a eloqüência possui forças e belezas incomparáveis;
que a poesia tem delicadezas e ternuras deveras encantadoras;
que as matemáticas têm invenções bastante sutis, e que podem servir muito, tanto para satisfazer os curiosos quanto para facilitar todas as artes e reduzir o trabalho dos homens;
que os escritos que tratam dos costumes contém muitos ensinamentos e muitos estímulos à virtude que são muito úteis;
que a teologia ensina a ganhar o céu;
que a filosofia ensina a falar com coerência de todas as coisas e de se fazer admirar pelos que possuem menos erudição;
que a jurisprudência, a medicina e as outras ciências proporcionam honras e riquezas
àqueles que as cultivam;
e, enfim, que é bom havê-las examinado a todas,
até mesmo as mais eivadas de superstição e as mais falsas,
a fim de conhecer-lhes o exato valor e evitar ser por elas enganado."

Leiam esse livro é muito enriquecedor, ele pode ser encontrado disponível gratuitamente na rede mundial de computadores.

Um comentário:

Thiago Assis disse...

é por essas e outras que escolhi ser um livromaníaco =]