sábado, 24 de janeiro de 2009

Proporção

Pensei nisso hoje,
"a cada garota que eu gostei pra valer e não me quis, teve uma garota que gostou de mim e eu não quis".
E tem pessoas que dizem que Deus é injusto!
Deus é o cara mais justo que já conheci.
É a vida é feita de proporções, e olha que eu nem gosto de matemática. haha

5 comentários:

Thiago Assis disse...

As proporções já começam na anatomia humana... são muitas e importantes.


www.thiagogaru.blogspot.com

Carlinhos Black disse...

Não gostei. Achei o texto péssimo. Você pôs Deus numa analogia sem fundamento ao destino. Enquanto que, em verdade, não existe destino às crenças bíblicas. Logo não houve mais sentido algum. No mais, alguma pequena mudança poderia fazer a diferença.

Silas disse...

Vou deixar claro aqui a minha intenção em integrar "Deus" ao texto.
Eu o inseri sem nenhuma pretensão de "teologia", apenas com "uma peça", eu quero dizer: "As pessoas dão à existência de Deus a partir do fato quando não acham sentido para a existência de algo, que está longe de uma explicação. Assim, eu apenas coloquei "Deus", como representante da criação do "sentimento", precisamente "o amor", respeito sua opinião.
Mas, "Deus" não tem de fato uma função específica no mundo, cada um acha uma função diferente pra "Deus", uns acham que ele atua em jogos e constantemente pedi a vitória para o seu time. Outros acham que ele atua apenas como sentenciador da vida e da morte, outros acham "Deus" apenas uma "idéia". Até "Descartes" menciona "Deus" em sua teoria conhecida vulgarmente como "penso, logo existo".
Enfim, em breve no meu blog um texto mais plausível e interessante.
Talvez, vc ache interessante os textos "Reflexão de natal" e "Ficar mais velho", eu mesmo sei que meus últimos textos não foram tão bons, mas são apenas "reflexões", esse "proporção" eu pensei ao acordar e achei significativo, só!!!

Espero que os queridos leitores entendam!

Carlinhos Black disse...

Silas, o erro foi teu por não ter explicado a tua intenção antes de escrever o texto. E, além do mais, continua-se a analogia ao destino. Caso contrário, nem sentido há. A não ser o sentido de um clichê clássico, demonstrando pobreza literária; tal qual: "Se não me quer, tem quem queira". Desculpe meus modos. Sou crítico por natureza. E, acrescentando, espero que também possa responder à altura quando me encontrar com escritos incoerentes à beleza sublime da Sra. Literatura. Abraço.

D.Ramírez disse...

Muito legal haha..olha, como diria um poeta: As poesis q fiz, foram feitas pelas mulheres q nao tive rs
Mas verdade, nunca queremos a q nos quer..rsr..no fuundo q venham enquanto podemos..rsrs
Abraços